Na estrada : #BienalSP2014

Bom,foi postado um pouquinho tarde! mas juro que era porque estava difícil escolher as fotos,e a jornada dupla de futura arquiteta e modelista,atrapalhou um pouquinho

.wpid-blog-5.png.png

Para quem não sabe, eu fiz uma pequena viagem a São Paulo no dia 23/08, apenas para ir a Bienal internacional do livro, até então eu achava que seria algo civilizado, nada de bagunça…engano meu, dei a sorte de escolher justamente o dia da “tal Cassandra Clare”, eu estava tão desinformada que não sabia quem era e muito menos que seria o dia dela conceder autógrafos, nunca vi uma fila tão grande em volta do Anhembi, a fila era tão grande que o fim se encontrava com o início, assim no meio da avenida, que além de causar tumulto, havia o risco de ocorrer acidentes, até o momento que eu fiquei lá fora, um ônibus quase atropelou um grupo de adolescentes.

Até então, nada muito diferente do esperado, tirando o fato de que essa fila já estava assim as 8 da manhã, não havia nenhuma placa, ou funcionário indicando qual fila era a correta, ou se era necessário formar uma, as 7 da manhã já existiam duas filas, centenas de pessoas confusas, e aquela tal fila enorme. Como o dito pela produção do evento as 10 da manhã os portões foram abertos, a fila não andava nunca, até mais ou menos 10:20 começar uma correria, e era todo mundo correndo, era gente atropelando senhoras, mães com crianças pequenas, pessoas com malas e até mesmo carrinhos de bebê, após correr uns 300 metros, ou mais ( eu perdi a noção de espaço de tanto que corri) cheguei finalmente dentro do Anhembi, eram dois funcionários nessa parte para conter umas 200 pessoas que queriam entrar juntas, era uma embolação só, nenhuma fila e parecia um funil, eram 10 pessoas tentando passar em um cercadinho que era para 3, me senti em uma micareta era tanta gente espremida, um encoxando o outro ( além do perigo de se perder das pessoas que te acompanhavam), logo que passei essa parte ouvi um segurança dizendo “ tive que retirar uma criança dali estavam querendo pisoteá-la”, depois de passar das catracas as pessoas gritavam “amem”, “aleluia”,” passamos”, “conseguimos” , parecia até que tiveram de travar uma batalha, e na minha opinião guerrearam mesmo.

No início da minha saga, disse não saber que era o tal dia da Cassandra, bom imaginei que tinha alguém superfamoso, já que todos os menores de 16 anos estavam pitados com símbolos estranhos por todo o corpo, e quanto menor de 16! fiquei impressionada na quantidade de adolescentes por metro quadrado.

Tirando todas as intempéries desse início de Bienal, vamos as coisas boas!

Todas as editoras presentes tinham descontos incríveis, para professores então, melhor ainda! Havia gibis e livros infantis por 5 reais, além de livros por 10 reais e livros acadêmicos com bons descontos, os corredores estavam bem cheios, e as áreas de autógrafos e palestras estavam lotadas, além da eventual gritaria pedindo mais senhas para os autógrafos, e vamos para as fotos!

wpid-blog-1.jpg.jpeg

Um carro super fofo que estava bem na entrada.

wpid-blog-22.jpg.jpeg

Vários livros em tamanho miniatura,o principal carro-chefe era a mini bíblia.

wpid-blog3.jpg

O estande da Angola estava super vazio,e quando fui lá a unica pessoa presente estava ao telefone.

wpid-blog-6.png.png

Devida a confusão,foco:0,mas dá para ver a quantidade de pessoas na fila para as palestras/autógrafos.

brenda

Anúncios

Miau!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s